21 janeiro 2013

concurso Aventar - um agradecimento

Olá companheiros de estrada,
(isto não seria para deixar ficar em francês?...)

apesar do vosso esforço, este blogue não passou à segunda fase do concurso Aventar.
Muito obrigada por todas as vezes que se deram ao trabalho de percorrer aquelas listas intermináveis para oferecer um votozinho aqui ao pasquim. Eu também lá ia, perguntava-me de cada vez "mas o que é que eu estou aqui a fazer?" e ficava sempre admirada por encontrar lá tantos votos. Vocês são uns amores.

Quase como em troca, aqui deixo um presentinho, com a Dagmar Manzel, que acabei de ouvir na Komische Oper a cantar Weill. Esta não é do Weill - chama-se "Irgendwo auf der Welt", é uma canção bonitinha de esperança, dos Comedian Harmonists:

[Correcção: a canção tem letra de Robert Gilbert e música de Werner Richard Heymann - não é dos Comedian Harmonists, apenas se tornou muito famosa na versão destes; os dois autores referidos eram judeus e fugiram da Alemanha em 1933]



No vídeo que se segue está na voz dos Comedian Harmonists:



E aqui têm a maluca da Nina Hagen a dar mais do mesmo, mas muito diferente - e até com tradução para "inglês":



Para o presente ser completo, junto o princípio de um filme sobre os Comedian Harmonists - mais um grupo que o nazismo destruiu, por estar "infiltrado por judeus".



Já só falta mesmo a letra da canção.
Vai em alemão (se tivesse passado à segunda fase, traduzia-a. hihihi)


Irgendwo auf der Welt
Gibt's ein kleines bißchen Glück,
Und ich träum' davon in jedem Augenblick.
Irgendwo auf der Welt
Gibt's ein bißchen Seligkeit,
Und ich träum' davon
schon lange lange Zeit.

Wenn ich wüßt', wo das ist,
ging' ich in die Welt hinein,
Denn ich möcht' einmal recht,
So von Herzen glücklich sein.
Irgendwo auf der Welt
Fängt mein Weg zum Himmel an;
Irgendwo, irgendwie, irgendwann.

Ich hab' so Sehnsucht,
Ich träum' so oft;
Einst wird das Glück mir nah sein.
Ich hab' so Sehnsucht,
Ich hab' gehofft,
Bald wird die Stunde da sein.
Tage und Nächte
Wart' ich darauf:
Ich geb' die Hoffnung niemals auf.

Irgendwo auf der Welt
Gibt's ein kleines bißchen Glück,
Und ich träum' davon in jedem Augenblick.
Irgendwo auf der Welt
Gibt's ein bißchen Seligkeit,
Und ich träum' davon schon lange lange Zeit.

Wenn ich wüßt', wo das ist, ging' ich in die Welt hinein,
Denn ich möcht' einmal recht, So von Herzen glücklich sein.
Irgendwo auf der Welt Fängt mein Weg zum Himmel an;
Irgendwo, irgendwie, irgendwann,
Irgendwo, irgendwie, irgendwann.

3 comentários:

Luna disse...

Curiosamente só conheço o quadripolaridades, o que só demonstra que estes concursos não revelam grande coisa sobre a blogosfera lida e conhecida.

Luna disse...

E um dos blogs tem 3 meses...

Helena disse...

Luna,
parece-me que uma das ideias deste concurso é dar a conhecer mais blogues, para além dos "estabelecidos".
Mas se me deixassem mandar (!!!...) fazia o próximo concurso de outra forma: não bastava as pessoas inscreverem um blogue, tinham de o apresentar. "Gosto deste blogue porque... penso que interessa às pessoas que... recomendo-o especialmente a quem..."