13 março 2011

alguns apontamentos a propósito da manifestação de ontem

Gostei de ler este texto e ver estas fotografias no Acatar.

Num registo completamente diferente, este texto da Inês de Barros Baptista  (via Delito de Opinião).

Em frente à embaixada de Portugal em Berlim havia uns bons 50 manifestantes à hora a que passei.

O nosso embaixador em França contou no seu blogue que foi falar com as pessoas. Quantos embaixadores terão feito o mesmo? Não terá qualquer consequência, imagino, mas é um gesto simples que a todos honra.

Há uns anos falei com um arquitecto português que trabalha em Berlim e me contou que se viu obrigado a emigrar devido às políticas do Cavaco, naqueles anos 90 em que o seu governo maioritário aprovou medidas rigorosas de poupança para preparar a entrada no Euro, o que acelerou a recessão e o aumento da taxa de desemprego (onde é que já vi este filme?...). Foi no tempo em que vários dos seus ministros andavam envolvidos em escândalos de corrupção.
(é curioso que a wikipedia em português e em inglês sejam muito menos informativas, a este respeito, que a alemã...)
A gente esquece-se, não é? Não fôra essa conversa com o tal emigrante-por-conta-das-políticas-do-cavaquistão, e eu não estranhava aquele apelo de Cavaco Silva aos jovens, para que levantem a voz. Talvez nem ele estranhe, talvez até ele próprio já se tenha esquecido. Ou, se calhar, na altura achava normal.

5 comentários:

Jonas disse...

Obrigada pelos links :)

Mais uns minutos e estarão aqui: http://noticias.sapo.pt/especial/geracaop/

Helena disse...

Foi um prazer!
Então se é assim, aqui vai mais um, com fotografias lindas (encontrei-o no Acatar):
http://lisboadiarios.blogspot.com/2011/03/hoje-na-avenida-da-liberdade.html

(parece o The Sartorialist da manifestação de ontem)

Jonas disse...

Obrigada :)

Lá estará, também :)

majoao disse...

obrigada por divulgares as fabulosas fotos (que bom haver alguém que se destaca do rebanho) e o texto da inês de barros baptista(idem).

A. Castanho disse...

Cavaco só sabe fazer baixa política: ele está-se borrifando para os "jovens", para "portugal" e para tudo e mais alguma coisa em geral. E todas as "lutas" para ele são boas, desde que contribuam para derrubar "o Sócrates". Há muitos (demasiados...) como ele, aqui em Portugal. São como as melancias, mas ao contrário ("vermelhos" por fora, preto-sujo por dentro...)!