03 novembro 2011

dias de magia (3)

- Qual é a diferença entre psicanálise e espiritualidade?, perguntaram.
- Essa é fácil, respondo eu. A psicanálise envia-me em busca de mim, a espiritualidade envia-me em busca do Deus que habita no mais fundo de mim.

***

De regresso a casa, dou-me conta que começo a reparar nos momentos bons do meu dia. Uma senhora que no supermercado me olha nos olhos, nos olhos mesmo, e sorri. Por exemplo.

E mudo de perspectiva: melhor que anotar momentos, é criá-los para os outros. Sorrir nos olhos das pessoas. Por exemplo.

(e eis como depois de velha me dá para escuteira...)
(quanto me faltará para chegar à fase de obrigar velhinhas a atravessar a rua?)

7 comentários:

Interessada disse...

Cara Helena:

E para quem não acredita em Deus?
O acto criativo não está no âmbito da espiritualidade?- pergunta esta desconhecedora da matéria.
De passagem, apenas para lhe desejar um bom espectáculo:)

Helena disse...

Eu estava a pensar em espiritualidade num sentido mais tradicional.

Devia era dedicar-me a ajudar velhinhas a atravessar a rua, em vez de me meter em filosofices...
;-)

Lua Azul disse...

Gosto muito da ideia de olhar nos olhos de desconhecidos e sorrir ^^
Eu por acaso qd estou nervosa costumo começar a rirme lol -.-' muito embaraçoso, mas antes rir que chorar nao e? :D

Carlos Azevedo disse...

«Devia era dedicar-me a ajudar velhinhas a atravessar a rua»

Lol. Obrigadas ou de livre vontade?!

(e por que raio afirma «depois de velha»? se a Helena é velha, a foto que aparece no seu perfil tem muitos anos. velho é o José Hermano Saraiva, e mesmo assim está cheio de energia ;-)

(fora do local adequado: belíssimas fotas, as das suas férias :-)

Helena disse...

Lua Azul,
sim, começar a chorar é muito mais embaraçoso (para os outros, sobretudo). :-)

Carlos,
pois, o superlativo do espírito de escuteiro é mesmo obrigá-las (convencê-las que o passeio do lado de lá da rua é mais verde...)

Depois de velha é uma maneira de dizer, claro. A foto do meu perfil tem dois anos, mas previno que o frio conserva. Em suma: daqui a uns dias faço 48 anos. Acho eu, que à velocidade a que isto muda nem me vale a pena fixar bem em que idade vou.

Obrigada pelo elogio sobre as fotos. Sorte a minha, de estar numa paisagem assim com uma máquina boa.

Cristina Gomes da Silva disse...

Hehehe! Escuteira é a que escuta e olha que o ofício de escutar é dos mais difíceis mas também dos mais bonitos. Vá lá escuteirinha, escuta, escuta. ;D

Beijinhos. Cristina GS

PS: olha, cá por coisas, até o verificador de palavras me ajudou: sabes qual era a palavra? Comences. A partir de agora vai ser assim: "Tu não comences..." private joke só nossa

Helena disse...

tu não comences!
:-)

(eu desconfio que o verificador sabe muito mais da minha vida do que eu lhe contei...)