19 maio 2013

hoje: Claudio Abbado e Filarmónica de Berlim no digital concert hall

O tempo que passa: na Filarmonia sucedem-se os concertos, ainda mais excepcionais que habitualmente, com maestros que gostariam de tomar o lugar de Simon Rattle. E, de vez em quando, algo completamente diferente. Como o concerto que passa hoje no Digital Concert Hall, com um antigo maestro desta orquestra: Claudio Abbado.
Assisti ao ensaio geral. Abbado muito descontraído, mas velhinho e um pouco cansado, e uma orquestra que parece querer refazer as pazes com ele. Um Mendelssohn extraordinário (gostei imenso da voz da Stella Doufexis, a mezzo-soprano, em especial).



E um Berlioz muito bem executado, mas que não me consegue apaixonar. Pareceu-me que o compositor saltitava muito, à procura de um estilo (sim, já sei, quando souber um pouco mais provavelmente mudarei de opinião, mas até lá peço que tenham paciência por eu abusar tantas vezes da liberdade de expressão).

***

Hoje passei o dia por aqui (presentinho da Sol Gabetta no facebook)

4 comentários:

Interessada disse...

Muito obrigada por esta maravilhosa música, Helena. Mas também por falar do Claudio Abbado que já está tão velhinho. Sabe? Ganhei-lhe afecto...

Helena disse...

Interessada,
houve um momento comovente, no fim do ensaio: quando o público não parava de aplaudir, a orquestra aplaudia também, e o concertino abraçou o maestro.

jose disse...

Abbado teve uma doença tramada e quando mais precisava a orquestra tratou-o mal,recuperou e refez a vida.Muito bom maestro.Haverá sempre gente que não merece amabilidades,afabilidade no trato,dão-se melhor com "Herr Dirigent!" e nem todos os maestros têm o carisma de Furtwangler...
Obrigado,Abbado merece.
José

Helena disse...

Berlim adora-o. Os 3 concertos estão esgotadíssimos há várias semanas.