24 junho 2012

correio das ilhas III (2)

Olá, Rita e Carla

fizemos as malas em Berlim no meio de um calor infernal. Farta de levar metade da casa comigo sempre que viajo, deixei lá todos os casacos. Chegámos ao Porto, chovia torrencialmente e estava frio. Isto é tempo que se apresente?
Já desisti de tentar acertar na roupa que devo levar para Portugal. Ao pé de Vila do Conde há um outlet...

Para ir de Viana a Guimarães decidimos poupar o dinheiro da auto-estrada e da SCUT e fomos pelos Gerês...
Entre Germil e Brufe há uns meandros da estrada (de uma estrada que nem existe no mapa) que me deixam sempre alvoroçada. É bem verdade: não há caminho para a felicidade. A felicidade é aquele troço da estrada. Essa é a parte de sabedoria que ainda falta ao Buda, mas eu já sei.

Depois ponho aqui as fotos.

3 comentários:

wapy disse...

Falo por experiência própria que o outlet de Vila do Conde não é de confiança... Mas pode dar para remediar.

E agora é a parte em que digo que, se por acaso te vir por lá, me vou encher de vergonha e esconder-me.

Carla R. disse...

Sábia, sábia, este ano também vou apostar nas estradas e estradinhas, não apenas para poupar mas também para aproveitar melhor a viagem. E como vamos passar uns dias ao Gerês, que conheço mal, estou ansiosa para ver a estrada da felicidade. Estou a tomar notas e pronta a fazer os printscreens que for preciso.

Helena disse...

quer dizer: se eu vir alguém a esconder-se no outlet em Vila do Conde, é a wapy?
Esta vida de blogger é muito complicada!

Carla,
Soajo (talho do Soajo - compra bifes! todos os que puderes, são todos bons) (padaria - volta e meia tem uns bolos óptimos) (restaurante o Espigueiro, fecha às segundas)
E claro: os espigueiros, os propriamente ditos.

Nossa Senhora da Peneda. Entra na igreja, aprecia-me bem aqueles santos todos de chapéu de lavrador, aquelas conversas de fonte que as santas fazem ali no meio do altar.

Para ires do Soajo a Brufe, em Entre-ambos-os-rios sobes para Germil, - mas faz o desvio por em Sobredo, ou Sobrado, é um salto de vários séculos para trás - atravessas a aldeia de Germil (espero que o teu carro não seja muito largo)

Em Brufe tem um restaurante óptimo: o Abocanhado.

E mais à frente tens o Gerês. Mas já te estou a dar programa para três dias.