04 abril 2012

Russendisko em Lisboa (2)

O post de hoje sobre a Russendisko do e pelo Wladimir Kaminer, um post cheio de informações sobre o que foi, o que é e o que vai ser o acontecimento do ano em Lisboa (ou quase, vá), foi escrito pela Rita. Vão lá ver.

(E só cá para nós: imaginam um escritor que vendeu, só de um dos seus títulos, 1,3 milhões de exemplares, a fazer de DJ? Isto é Berlim no seu melhor!) (ainda por cima é bonito como poucos escritores, mas essa parte da história vai ficar mais para o meio do mês, que de momento tenho muitos outros afazeres)

7 comentários:

Carla R. disse...

Ai ! E não se arranja nada dia 2 de Maio ?
Vou estar em Lisboa (e ainda por cima vinda directamente de São Petersbourg. Verdade, não fiz de proposito).
(suspiro a olhar para o céu) O que eu não faria por um exemplar autografado ...
(O Kaminer também podia autografar a seguir)

Helena disse...

E não podes ficar um pouco mais?
Olha que vai valer a pena!

Mas pronto: aceitam-se encomendas para livros autografados. Quem, como eu, já foi fazer uma espera à Herta Müller com uma pilha de livros para ela autografar, já perdeu toda a pouca vergonha que alguma vez pudesse ter tido.

Carla R. disse...

Sim, sim, passo uma encomenda, por favor.
Vou ver se consigo mudar o bilhete de avião sem dor, parece-me que sim senhora, vai valer a pena, coloco a minha vida nas mãos da TAP.

Helena disse...

Boa ideia, sim senhora!
Tenta estar em Lisboa no dia 5 de Maio: lançamento do livro e mais Russendisko. Estava quase capaz de apostar que te vai valer a pena!
(se quiseres, levo "aquela tal erva" para mascarmos juntas - que tal?)

Helena disse...

Bärlauch, de seu nome.

Leonor disse...

Não tinha percebido isso do Russendisko, Helena. Vamos ouvir o Kosmonaut Petrov? ;-)

Helena disse...

Vens à Russendisko, Leonor?
:-)

(seria boa ideia abrir uma lista de discos pedidos?)