09 março 2012

a minha filha mandou-me ver isto

...e eu, que sou bem mandada, fui ver e concluí que é boa ideia verem também.



Uma das frases que mais me chocou neste filme: nos EUA, 99% do que se compra vai parar ao lixo em menos de meio ano.
O que me lembra os tempos em que os meus filhos andavam num jardim infantil alemão, e as festas que lá havia. Os pequenitos passavam o dia na cozinha a fazer bolos com as educadoras, os pais também levavam alguma coisa de casa. Ao olhar para as chávenas desirmanadas em que bebíamos o chá (umas de florinhas românticas, outras de horríveis riscas em castanho e laranja, dos anos setenta, outras brancas barrocas, outras de formas minimalistas) perguntava-me em quantas casas teriam andado a pedir a esmola de umas chávenas, e ria-me por dentro. No fim da festa, metíamos a louça na máquina, e deitávamos o lixo fora: meio saquito de lixo - cascas de fruta, sacos de chá, pouco mais.
Uns meses mais tarde, numa festa na escola americana, nem queria acreditar no que via. Apesar de a escola ter apenas cinquenta crianças (em vez das sessenta do infantário alemão), uma festa produzia pelo menos dez sacos de lixo daqueles enormes: toalhas de papel, guardanapos, decoração das mesas, pratos copos e talheres, os recipientes de alumínio para transportar a comida de um "to go" qualquer, os suportes para esses recipientes com as velas para os manter quentes, as embalagens disto tudo, as garrafas de bebidas, etc.
E ia tudo misturado para o saco, não se fazia o menor esforço de separar os lixos e reciclar.
A vida vem e dá-nos muitas lições. Nunca pensei que teria saudades de chávenas horríveis às riscas em castanho e laranja - mas, no meio daquela quantidade imensa de lixo, tive.

6 comentários:

A VIDA É UM ETERNO APRENDIZADO disse...

Bom dia!

Realmente as coisas hoje em dia estão cada vez pior.
A quantidade de lixo acumulado está se tornando um caos.
Como você escreveu,temos saudades de certas coisas.
Grande abraço
se cuida

Teresa disse...

Muito, muito bom. A relembrar-nos coisas assustadoras que já sabemos e que vamos ignorando ou tentando ignorar. Gostei do incentivo final e da mensagem de esperança. Ainda iremos a tempo?

Rosário disse...

gostei muito de ver este video mas achei curioso vir logo a seguir ao post da H&M. as incongruências da nossa vida?

Helena disse...

Teresa,
boa pergunta. Olho para este inverno tão seco, e assusto-me.

Rosário,
pois é, incongruências mesmo.
Difícil conseguir o equilíbrio nas nossas próprias opções, e também aceitar que os outros façam opções diferentes.

Rosário disse...

Helena a referência é bem verdadeira. Vir aqui sabe-me sempre bem. De facto há blogs que se fazem apenas com magnificas fotografias e outros que não precisam delas.
Quanto a esses trabalhos com as lãs, pois claro que já se fazem por cá. Com muitos anos de atraso, é certo, mas essas bonecas chegaram em força. Eu uso a lã para fiar mas pode ter outros usos sim.

Helena disse...

Rosário:
:-)
(esses trabalhos são muito bonitos)