24 agosto 2011

amizades internéticas

I.
Nas férias passadas tive o gosto de conhecer ao vivo duas pessoas que conheço há anos dos blogues: as autoras do Jonasnuts e do Segunda Língua.
Nem sei se vos diga se vos conte... que se eu dissesse tudo o que me ocorre sobre essas duas, cada uma à sua maneira, ainda ia ser preciso abrir dois clubes de fãs para gerir os "eu também queeeero!"

II.
Ontem pus um vídeo no facebook, com o texto original em sueco. Menos de uma hora depois já estava a receber a tradução feita por um "amigo facebookiano". Uma pessoa que conheço por ser amiga de amigos que também só conheço da internet. Anda-se a discutir o uso da palavra "amigo" nestes contextos, diz-se que "amizades" da internet são outra coisa. São, são. Convinha lembrar que também são isto: um semi-desconhecido que vê que eu preciso de ajuda, e gasta uma hora do seu tempo para me ajudar.


Claro que na internet também há os outros, os infelizes, os frustrados, os doentes, os que têm más intenções.
Mas: aqui para os meus lados a internet está cheia de gente boa! Gracias a la vida, etc.

7 comentários:

io disse...

Não é gracias à la vida, querida, é gracias a ti. Um beijo grande

Paulo disse...

Pois é como diz a Io.

Helena disse...

Isto são dois autênticos casos de obrigadigualmente! :-)

maria n. disse...

Obrigada pelas tuas palavras, mas és um bocadinho exagerada. Clube de fãs, eu??? :-)

E subscrevo tudo o que a Io disse, incluindo o beijo grande.

Helena disse...

Tu, sim!!!!
E deixa a io pôr-te os olhinhos em cima, já vais ver o que te acontece! (Só coisas boas, claro. Que a internet ali para os lados dela é especialmente formidável)

Jonas disse...

Eu subscrevo veementemente o comentário da Maria N.

Foi-se de terras lusas e ensandeceu, a Helena. Ou isso está a trabalhar para uma carreira de publicitária.

:)

Helena disse...

Ó, ó, calem-se as duas, que eu cá me entendo!
;-)