07 abril 2011

Portugal visto de longe

Portugal foi hoje notícia na rádio e nos jornais alemães. Mas notícia calma: que eles bem tentaram evitar isto, mas o que tem de ser tem muita força, e que agora o que é preciso é que a Espanha não venha pedir também, porque se isso acontecer vai ser um sarilho. Parece que andam a ler os Ladrões de Bicicletas, porque falaram na recessão que por aí vem, e que é preciso evitar a todo o custo. Ouvi alguém dizer na rádio que seria normal pensar em taxas de juro altas para impor mais disciplina, mas que isso não deve ser feito porque terá efeitos muito contraprodutivos - a ideia é ajudar estes países a sair da crise, e não empurrá-los ainda mais para o abismo da recessão.
Vista de longe, a situação não parece tão negra.

E para quem se chateou outro dia por a Angela Merkel ter falado de Portugal no Parlamento: não é só Portugal! Hoje pressionou Israel para resolver os problemas com a Palestina, e até disse que a única solução seria a de dois Estados. E o embaixador da China foi convidado a prestar esclarecimentos sobre o Ai Weiwei. Mas podem sentir-se vingados: o Bill Gates veio ontem a Berlim dizer como é que a Alemanha podia ser um país melhor.
Resumindo: anda toda a gente a meter-se na vida de toda a gente - este nosso mundo parece uma cambada de comadres...

1 comentário:

m. disse...

Adorei. Foi a coisa menos triste que li hoje e ajudou a descomprimir. E, sim, é uma cambada de comadres porque políticos, com formação política MESMO, parece que já não há