07 abril 2014

começámos a filmar

E ainda falam da produtividade dos portugueses: a rapaziada que veio de Portugal, no avião da madrugada de domingo, foi quase directamente do aeroporto para a primeira etapa desta aventura.
Com um stress enorme, timing apertadíssimo (desde que me dou com gente do cinema, comecei a falar com muitas palavras estrangeiras - e até percebo algumas delas), como ia dizendo, tudo com uma schedule muito tight - e eles a fazerem questão de filmar com qualidade.
Oh, portugueses...
- o orgulho que tenho em vós.


O professor só falava arménio e russo. Explicámos como pudemos o que queríamos, e dissemos que ele era o George Clooney do nosso filme. Ele riu-se. Depois só lhe faltou servir Nespresso. 


(Sim, em Berlim tem estado um tempo formidável)


3 comentários:

sem-se-ver disse...

dúvidas, ainda, sobre a magnificência da malta portuguesa de cinema, huh?

;)

calita disse...

Isto de andares metida no cinema parece-me mesmo, mesmo fixe (além de ser a tua cara). Quando precisares de figurantes portuguesas, com bigode, telefona-me :)

Helena disse...

Sabem que mais, as duas?
Isto: :D

(Calita: bigode já era. Vais ter de te levantar mais cedo para competir com uma queimadura que fiz a mim mesma na cara, com electrochoques. É melhor nem perguntares...)