20 setembro 2012

delicadeza



Andava há que tempos para contar sobre o concerto do Leonard Cohen na Waldbühne. Quem quiser saber tudo, tudo, tudo, pode ir ler na Berlinda.

Quem só tiver tempo para o essencial, digo eu aqui, numa palavra: delicadeza.
Sinto-me sortuda por ter conseguido ver um concerto deste homem antes de morrer. Antes de morrer eu, claro - que ele, por este andar, continuará imortal.

6 comentários:

Paulo disse...

Pensava eu que já tinhas ouvido Leonard Cohen ao vivo antes.
Eu fui uma vez a um concerto dele no Coliseu de Lisboa. Mas foi em mil nove e oitenta e troca o passo, ainda não eras nascida.

Helena disse...

:)
Delicadeza é o teu middle name, Paulo.
(que saudades!)

Ele vai agora a Lisboa. Tens bilhete?
Eh, pá, ando a pensar se compro um bilhete de 22 euros para ir ver o Kaufmann a cantar a SchÖne Müllerin acompanhado pelo Barenboim. Sabes como é: aqueles lugares não sei quê a fazer-se de oferecidinhos, que nem às paredes confesso...
De bom grado comprava também um para ti.

Paulo disse...

Não. Vai ser no Pavilhão Atlântico e eu recuso-me a assistir a concertos lá (não é por causa de ele ter sido vendido a quem o comprou).


Ver o Kaufmann a cantar a Moleira com o Barenboim há-de ser muito bonito. Eu cá não perdia. Onde?

Helena disse...

Quem comprou o pavilhão atlântico? E porque é que te recusas a ouvir lá concertos?

OK, vou tratar então de arranjar um bilhete. Compro também para ti? (eu a sonhar...)
É naquela casa da F-word... Já conheces o problema: se comprar o bilhete a um preço que posso pagar, não vou poder ouvir. Aquilo é muita sala para um peito só.

Paulo disse...

O genro da Múmia, ou a sua empresa, ou lá o que é.

Aquilo é muito espaço e péssimas condições para se ouvir música. Das vezes que lá fui senti-me sempre defraudado. O Coliseu, sendo o que é, é outra coisa.

Ai é na F-word... sala grande?
(Para todos os efeitos, não posso ir)

Helena disse...

Aaaah, já sei. Quer dizer, acho que já sei. Não era aquele que fez um negócio muito bom e muito pouco esclarecido com acções do BPN?

A Waldbuehne tem espaço para 18.000, mas não me sinto defraudada pelo som. Embora, obviamente, não seja a F-word (por exemplo: não se ouvem os que tossem do outro lado do recinto...)

Pois, esse concerto vai ser na sala grande. Mas aprenderam a lição do concerto de Janeiro, e baixaram os preços consideravelmente. Pelo menos os lugares onde não se ouve nada e só se o vê pelas costas já só custam 22 euros... ;-)