13 dezembro 2011

se não têm pão, Senhor Barbeiro...

Se não têm pão, dá-se um jeito para que um camelo do Azerbaijão leve a Portugal bolas de Berlim.

Tenho a certeza que com esta prova de tanta solidariedade internacional nem vale a pena às outras pessoas concorrerem ao concurso camelos de presépio. Já está no papo.
(Obrigada, obrigada, que grande surpresa! Não estava nada a contar! Não sendo merecido, aceito, honrada, a decisão do generoso e clarividente júri.)



(Contudo, há que avisar que o recheio destas bolas de Berlim amarga um pouco. É de compota, e pelos vistos (pela que provei) trata-se de compota sem açúcar. Para prevenir talvez a diabetes? Nunca se sabe: com as taxas moderadoras que por aí vêm, mais vale não correr riscos nenhuns. Pela sua saudinha.)

5 comentários:

António P. disse...

Parabéns, Helena...um digno candidato a disputar o 2º e 3º lugares com o da Joana Lopes :)
o 1º já está assegurado por este fiel leitor e não serão bolas de Berlim ( ainda por cima com receheio amargo ) que influenciarão o incorruptível júri.
Abraços

Helena disse...

Isso é o que vamos ver. Que o júri além de incorruptível tem olhos na cara para ver onde está a qualidade.
(Luís, quer que lhe mande mais algumas bolas, ou três chegam?)
(eu havia era de arranjar de lhe levar bolas de Berlim do Natário de Viana - essas sim, garantiam-me o primeiro lugar honorário para o resto da vida!...)

Nan disse...

Ah, as bolas de Berlim do Natário de Viana! Dignas de uma epopeia em oitavas!
Confesso que só estive em Berlim por duas vezes, períodos ridiculamente curtos - sete dias de uma vez e dez dias de outra - mas nunca por lá vi as ditas cujas. Muito boas comi-as em Munique (ou então era por estar um frio do caraças e as bolas serem vendidas, ainda mornas, à saída do metro...)

Helena disse...

Nunca comi aqui, em cidade nenhuma, bolas de Berlim tão boas como as do Natário.
Mas hei-de ir experimentar essas em Munique. Era à saída de que metro? ;-)

Luis Novaes Tito disse...

Têm de experimentar as bolas de berlim... da praia de Altura. Agora não, que está frio,mas na época em que os berlinenses suam as estopinhas e os portugueses andam de tanga. :)
Helena, mais um ano e mais um desejo para que tenha boas-festas. Não vale a pena desejar-lhe um bom 2012, porque vai tê-lo de certeza ou não fosse essa sua maneira de estar remédio santo para que assim seja.
Grato pela amizade e camaradagem.