23 dezembro 2011

querido Pai Natal (25)

Querido Pai Natal,

lamento que mais ninguém acredite que tu existes e, para ser franca, nem eu. A tua funcionária dos correios disse-me que estás cada vez mais gordo e comes muitos bifes, e eu aconselho-te a ter cuidado, porque ainda podes apanhar tolesterol e diabetes. Eu queria muito que o papá ficasse em casa e ganhasse dinheiro sem trabalhar, para estar sempre perto de mim.
Perguntas para o Menino Jesus, mas deve ser ele a responder. O que fazes durante o dia? Menino Jesus, já fico satisfeita com um caderno, ou até com alguma coisa mais pequena. Jesus, queria muito que quando nasceres as pessoas que não te conhecem passem a conhecer-te, e as que te conhecem passem a conhecer-te ainda melhor.
Vou-te rezar, mas às vezes esqueço-me de algumas frases. À noite sonho que me vou tornar santa. Este ano tentarei ser mais bem comportada, porque nasceram pessoas queridas e morreram pessoas queridas. Hoje houve dois enterros, de uma tia-avó minha e de um avô de um amigo meu. Espero que não morra nenhuma pessoa de quem tu gostes, porque se morrer sei bem o que vais sentir, escreve-me, podes ter a certeza que te respondo.

Josphine - Recanati (Ancona)

***

Termina aqui a série "querido Pai Natal" - cartas de crianças italianas ao Pai Natal (e ao Menino Jesus e à Befana), recolhidas por Federica Lamberti Zanardi e Brunella Schisa.

2 comentários:

sandra costa disse...

Gostei muito da série, Helena. Um calendário do Advento muito significativo.

Helena disse...

Obrigada, Sandra.