27 outubro 2011

entre cá e lá



Ontem falei com o Matthias no skype.
- Hoje tive muitas saudades tuas!
- Porquê? Estiveste a limpar a casa?!
- Como é que adivinhaste, ó! malcriado! Nem imaginas como pensei em ti, a morrer de saudades, quando levei o lixo à rua.
Riu-se.
- Aqui trabalho mais do que aí. Sou responsável pela louça.
- O quê?! Para isso podias ter ficado cá em casa, sempre nos saía mais barato e eu ficava a ganhar...
Rimos os dois.
Peguei na câmara móvel que uso para o skype, e mostrei-lhe o escritório: a minha mesa arrumada ("não arrumaste a minha?" "não, rapaz, fica aqui intocada à tua espera"), o tapete à volta da cadeira sem papéis empilhados em diversos montes, o sofá sem várias demãos de livros, revistas e jornais.
- Está muito bem, sim senhora. Temos convidados hoje à noite?

O problema dos filhos é que ainda antes de nascer já conhecem as mães por dentro...

Contou coisas de lá: que é impossível ir para a escola de autocarro (não há) ou bicicleta, que os pais organizam carpooling para levar os miúdos à escola (usa a palavra como verbo: "vou ver se o Ed me pode carpoolar amanhã"), que é difícil encontrar-se com os amigos depois da escola por morarem todos muito longe uns dos outros. Que ia ter um encontro com outros alunos estrangeiros da cidade, com (fez uma voz de importante) soda and pizza for free. Rimos outra vez. Dei-lhe alguns números de telefone para ele tratar de organizar o Natal dele - provavelmente será com outros amigos, em Yosemite, numa casa construída por um aluno do Frank Lloyd Wright (linda, essa casa!).
Yosemite no Inverno - há gente com sorte.

A câmara dele não funcionava bem, eu só via a luz do candeeiro. À despedida, anunciou: "estou a dizer-te adeus" - vi a mão dele, acenando à contraluz.

8 comentários:

Anónimo disse...

"O problema dos filhos é que ainda antes de nascer já conhecem as mães por dentro..."
gostei tanto de ler o post que sublinhei esta frase três vezes. Logo à noite vou ver se eles adivinham quem é a autora :-)

Cristina GS

Helena disse...

Olá Cristina,
Eu sabia que alguém ia gostar!
Ri-me muito quando a escrevi.

Helena disse...

Refiro-me à frase, claro.

Anónimo disse...

Imagino, mas também para te rires muito não é preciso nada (digo eu a rir)

Helena disse...

Pois é.
Aaaah -como é que sabes?!...

;-)

sem-se-ver disse...

coisa linda de post este, miúda

Helena disse...

:-)
Obrigada, miúda para ti também.

Mar* disse...

Que coisa tão boa :)

O Matthias é um miúdo cheio de sorte e nós também somos uns sortudos por podermos partilhar um bocadinho todos esses momentos.

*