06 fevereiro 2014

ai, que já estamos a chegar ao fim desta semana e ainda não fiz um referendo!



Olá amigos, a pergunta do referendo desta semana é a seguinte:

Concorda que a Helena devia largar tudo o que está a fazer e dirigir-se ao Berlinale Palast onde pouco antes das 19:30 vão desfilar o Ralph Fiennes, o F. Murray Abraham (olha, tem graça, o Salieri a passar ao lado da Filarmonia...), o Adrien Brody e o (aimêdês que me vai dar uma coisa má) Christoph Waltz, e dado que está um belo dia de sol concorda que ela deve aproveitar e ir passear um bocadinho enquanto é dia?

(Estou mortinha para que inventem referendos com três perguntas, para poder perguntar se concordam que, já agora, vá também ao Aldi comprar lençóis de malha, ou se vá antes à Ikea comprá-los em tecido. Ai, isto são duas perguntas - pronto, já só falta inventar referendos com 4 perguntas diferentes, todas interligadas pela lógica do plano inclinado.)


13 comentários:

Paulo disse...

Passo o referendo dos lençóis, mas ao do desfile do Ralph Fiennes a resposta é sim.

Pedro disse...

Um por semana? Porque não por dia?

Paulo disse...

Aliás, tens de fazer a reportagem. Parece-me que a Caras não mandou ninguém a Berlim.

Helena disse...

Paulo, não me atormentes! O jeito que me dava ter agora eleitores a dizer "Sê forte! Primeiro o dever!" e coisas assim.

Pedro, nem todos os dias tenho questões existenciais como esta para resolver... ;-)

Paulo disse...

Nas respostas em referendos podemos justificar as nossas escolhas?

Helena disse...

Paulo, achas que a Caras me pagava para lhes fazer as reportagens? Se me dessem o cartãozinho de jornalista já era um grande jeito que me faziam, sempre poupava as 3 horas matinais na fila para os bilhetes.
Faço preço de amigo, e não meto nem transporte nem alojamento.

Nestes referendos podem e devem justificar as vossas escolhas, ora essa!

(Sabes, o Ralph Fiennes hoje já foi de vela. De facto, hoje nem para o Brad Pitt e a Angelina Jolie saía de casa.)

Filipa disse...

Primeiro o dever...para com o cinema.

Helena disse...

:D

Rita Maria disse...

Eu só quero participar no referendo dos lençóis - se fores comprar só para ti* e estiveres disposta a investir, os da Buttlers são fenomenais (ou eram, no meu tempo). Mas olha que depois ficas com a exigência num patamar novo e não desce por magia, ainda ficas como eu, com um grau de exigência acima das minhas possibilidades. Felizmente aguentam muitas lavagens :)

(*digo só para ti porque as crianças ainda não apreciam e depois ainda acham que a vida é assim suave, suave, suave e "crocante"...(crisp"?!) E toda a gente sabe que é dura :))

Helena disse...

Rita,
eles não mudam os produtos com muita frequência? E o que me deste daquela vez que dormi na tua casa era Buttlers? Inesquecível!
Bem, vou já lá ver isso. Obrigadinha!

(Os meus filhos, curiosamente, gostam muito dessa boa vida. Passam a vida a escolher os melhores lençóis e toalhas de banho - e eu a ralhar com eles: "já vos disse que essa toalha é só para a Rita!". Mas depois a Christina vai para a Bolívia e dorme num colchão todo velho e com pulgas, e não se queixa muito. Quem os entender...)

Rita Maria disse...

Mudam, mas os lençóis duram mais que o resto (e infelizmente, mesmo quando não duram, nunca entram em saldos...mas vale a pena, vários anos depois estão como novos!

(não sei o que te dei para dormir, mas há-de ter sido o melhorzinho que tinha, espero, para não me envergonhar muito)(essa dos teus filhos era só uma provocação, que o bom gosto não é inimigo da flexibilidade, mas agora que penso nisto a sério talvez mais cedo ou mais tarde precise de um workshop com a Christina, que as minhas possibilidades passam a vida a diminuir mas estou cada vez mais esquisitinha...)

Helena disse...

Deve ter sido o melhor, deve. Até me lembrei daquele poema "Ia o lavrador da Arada...", sabes, o que encontrou um pobrezinho na rua e o levou para casa e pô-lo a dormir nos melhores lençóis que tinha. ;-)

O workshop da Christina é rápido, e é assim: vais à casa da tua mãe, fazes o teu melhor sorrisinho, e dizes "ó mãe querido, deixas-me levar isto e aquilo para a minha casa?"
:)
(com os lençóis nem foi tanto assim, mas tinhas de ver a cara interessada com que ela olha para o armário onde guardo a comida...)

Rita Maria disse...

Ah, se é assim não é preciso - dessa técnica percebo eu bem, ainda não sabia ler quando expliquei à minha avó que tinha de me fazer um enxoval e passo a vida a assaltar a minha rica mãezinha.