09 dezembro 2013

dominação (2)

Dias há em que passo pelo Fox, e ele está assim:


Vou à cozinha, abro a porta do frigorífico, e no momento seguinte ele está ao meu lado, assim:


Se a cabeça inclinada não me convence, recorre ao truque infalível: olhinhos semicerrados... 


...ou mais ainda:


Ultimamente começou a adiantar o trabalho durante o caminho: já entra na cozinha com os olhinhos quase fechados. Isto sim, é eficiência - bem lhe podiam dar um passaporte alemão.


(Também tem muita graça ver o Matthias a ensinar-lhe o básico, "senta", "deita", "rebola". O Matthias com uma guloseima na mão, a dar-lhe as ordens, ele a obedecer e a receber o prémio no fim do serviço completo. Resulta bem algumas vezes, mas depois o Fox começa a adiantar trabalho: mal vê a guloseima, atira-se para o chão e rebola. O Matthias diz "senta" e o Fox - esparramado no chão - põe cara de quem diz: "já rebolei e tudo, que mais queres tu?! Dá cá a guloseima depressinha, que estamos aqui ambos a perder tempo.")

15 comentários:

Cristina Torrão disse...

Fartei-me de rir, que post delicioso
:-D

A Lucy, às vezes, quando quer alguma coisa, também se senta, sem lhe dizermos nada. E, se não adianta, deita-se. Nunca lhe ensinámos o "rebolar" ;-)

Helena disse...

:)
(eu também acho o "rebolar" desnecessário)

Gi disse...

A técnica dos olhinhos semicerrados é muito original, nunca vi. Ele vê bem (para cão), não?

O Jr. às vezes também "paga" adiantado a guloseima.

Helena disse...

Não sei como ver se ele vê bem ou não, Gi, mas esta espécie de miopia só lhe dá quando está a pedinchar comida.

(O Jr. está bom?)

Teresa disse...

Uma coisa que acho fascinante, e que considero uma das maiores diferenças entre cães e gatos: os cães são capazes de comer até rebentar (certas raças são doentiamente devoradoras de comida), tenham fome ou não. Já os gatos só comem se lhes apetecer, mesmo que se trate do seu petisco favorito.

Ah, e os gatos não nos fazem olhinhos, impõem-se, enfiam ou tentam enfiar o nariz naquilo que os tenta, mesmo que esteja na nossa mão.

Helena disse...

Bem, se não me fazem olhinhos, não quero cá gatos... ;-)

Teresa disse...

Helena, não tens sequer a mais pequena noção do que é ser dominada enquanto não tiveres um gato.
E ainda lhe agradeces. ;)

Gi disse...

(O Jr está a recuperar bem de uma cirurgia recente. Obrigada por perguntares)

Helena disse...

Gi,
uma festinha para o Jr.

Teresa,
não sei se quero.
As tuas gatas andam por cima das mesas onde comes e da banca da cozinha? Não acho graça nenhuma a isso.

Luis Novaes Tito disse...

Este cachorro tem ar de quem ainda vai chegar a Primeiro-ministro. A técnica os olhinhos semicerrados é conhecida ;)

Está na altura de ele aprender a escrever o seu próprio blog.

Helena disse...

Um blogue, Luís?!
Então - se é para chegar a primeiro-ministro, é preciso inscrevê-lo numa Jota qualquer.
Um blogue só dá para chegar a ministro, ou a secretário de estado.
;-)

Luis Novaes Tito disse...

Olhe que não, Helena.
Penso que não seria o primeiro cão a chegar a Primeiro-ministro alavancado por um Blog.

Helena disse...

hahahaha
Tinha-me esquecido desse pormenorzito...

amigos das onze horas disse...

Adorei. Cá em casa temos um igual:)

Helena disse...

:)