24 outubro 2013

às vezes pela manhã o Emil Nolde vem e pinta a nossa janela













(Sobre Emil Nolde escrevi há tempos um texto: postal da resistência)

2 comentários:

Moacir Willmondes disse...

Belíssimo, Helena.

Assim, com Emil, parece que toda manhã é a manhã de um dia de luz.

Abç!

Helena disse...

Moacir,
o problema é que o Emil Nolde não passa por cá todos os dias...
;-)