12 março 2013

agora, a sério:

O texto que se segue foi copiado da Berlinda. Resumidamente, é isto: vamos fazer uma surpresa ao Cristóvão. No dia do seu aniversário, vamos levar-lhe inúmeros postais escritos para ele, chegados de todo o mundo. Para isso, mãos à obra - hoje.
O Cristóvão vai fazer 12 anos, adora futebol, é angolano, e está há meses num hospital alemão, longe da família e dos amigos.
No sábado passado fui visitá-lo. Falou-me das saudades da comida angolana ("mas entretanto habituei-me à de cá"), dos visitantes que entram no quarto dele e mudam o canal da tv ("eu mudei outra vez, a tia resmungou, foi chamar a enfermeira mas ela também ignorou a tia" - risos), das mentiras que lhe contaram num primeiro de Abril ("que grande susto me pregaram!"), da educadora amorosa que vem jogar às cartas e aos dados com ele. Mostrou-me os seus tesouros, que tirou do fundo do armário - os livros, os lápis, o caderno onde guarda o número do telemóvel da mãe. Tudo muito bem arrumado em duas caixas de cartão.



UM POSTAL, UM SORRISO

ESCREVA UM POSTAL DE PARABÉNS – E OFEREÇA A UMA CRIANÇA UM SORRISO NO SEU ANIVERSÁRIO!
Um gesto pode fazer a diferença… Escreva um postal de aniversário a uma criança angolana hospitalizada em Berlim – e ofereça-lhe um sorriso!
Ao longo de mais de 15 semanas a Berlinda Ação Social no âmbito da CAMPANHA TEMPO E LIVROS tem feito visitas continuadas e ininterruptas a crianças de língua portuguesa hospitalizadas em Berlim. Uma delas – o Cristóvão – vai fazer 12 anos no dia 1 de abril, e vai passá-los no hospital.
No dia do seu aniversário, queremos inundá-lo de cartões e postais de parabéns, votos de boas melhoras e incentivos pela sua coragem – ajude-nos a dar-lhe muitos sorrisos no seu primeiro aniversário longe da família!
Postal Cristóvão © Berlinda
O Cristóvão é angolano e está internado num hospital em Berlim há já vários meses. Sabe ler e escrever, é uma criança muito inteligente e atenta. Quando abre o seu sorriso, os corações dos voluntários iluminam-se com o exemplo de paciência e coragem dado por esta criança afastada por tanto tempo dos pais e da família.
No âmbito do Programa “TEMPO E LIVROS” da Berlinda Ação Social, o magazine Berlinda lança agora um apelo à comunidade de língua portuguesa em Berlim, na Alemanha e no mundo, para que cada um escreva um postal de parabéns ao Cristóvão. Queremos que ele saiba que NÃO está sozinho, e que se possa alegrar com a força de uma comunidade que o apoia – mesmo sem nunca o ter visto.
ESCREVA UM POSTAL DE PARABÉNS AO CRISTÓVÃO – E OFEREÇA-LHE UM SORRISO NO SEU ANIVERSÁRIO!
ENVIE-NOS UM POSTAL! Escrito em português, com votos de parabéns, boas melhoras, uma mensagem pessoal, um desenho, etc.
Também nos pode enviar um pequeno texto, uma carta, um desenho, uma fotografia, uma colagem… não há limites para a imaginação!
Ajude-nos a tornar o aniversário do Cristóvão num dia inesquecível!
Divulgue esta ideia – na sua família, entre os seus amigos, na escola, no emprego…
A BERLINDA AÇÃO SOCIAL – E O CRISTÓVÃO – AGRADECEM!
Endereço para envio dos postais/cartas:
BERLINDA.ORG
Berliner Allee 132
13088 Berlin
Deutschland
Nota: Os postais serão entregues pessoalmente no dia 1 de abril por toda a equipa dos voluntários da BERLINDA AÇÃO SOCIAL. Os postais devem portanto chegar à nossa redação até 6ª feira, dia 29 de março. Envie-nos as suas contribuições com tempo – todos agradecemos!

Share This Post

5 comentários:

sem-se-ver disse...

combinadissimo :)


(lá tenho de me esforçar por fazer a minha melhor (?!?!) caligrafia :/

Helena disse...

que querida! :)

... disse...

Podemos enviar tb um livro de presente?

Helena disse...

Sim, com certeza.
Ele tem lá neste momento um Eragon, que não lê porque acha demasiado grande, mas quer guardar porque adora o dragão da capa. Também tem alguns da colecção do McGurk (o detective), que eu tinha cá em casa.
Se eu tivesse acesso a livros portugueses, comprava para ele um atlas dos países e das culturas. Os seus conhecimentos geográficos são um bocadinho reduzidos. Desconfio que nem faz ideia de onde fica a Alemanha. (espero não estar a ser injusta!)

A. Castanho disse...



Que pena eu não lhe poder enviar o livro do meu Sogro («Simplesmente Joana»), que se passa na Luanda colonial...


Mas vou desfiar o César a escrever-lhe e a fazer um desenho dos dele (e esperar que chegue a tempo)!


Na volta, até podem ser parentes, quem sabe?