16 janeiro 2013

trabalhar ao som de música assim




Hoje vou passar o dia a este ritmo. Quer dizer: a trabalhar a este ritmo.
E se conseguisse encontrar o botão para as 78 rotações, bem jeito me dava.

(este é o momento em que entre os leitores deste blogue se nota uma certa agitação, para se abrir uma espécie de corredor como no Mar Vermelho daquela vez, vocês sabem - de um lado os que sabem o que é isso, "78 rpm", e do outro lado os que só sabem do vinil porque ouviram a avó deles contar)

(Se tivesse tempo, ficava por aqui a falar de outras encarnações. Por exemplo, de quando cheguei à Alemanha, dos empregados da caixa do Aldi que sabiam de cor os preços de cada um dos produtos, e os batiam na máquina registadora a uma velocidade inacreditável. Quais autocolantes com preços, quais quê. Quais códigos de barras, quais quê. Com uma mão empurravam o produto, com os agilíssimos dedos da outra registavam QueijoGouda1,78LeiteMagro0,55Farinha0,32Arroz0,89.
E por aí fora, o carrinho de compras inteiro.)

6 comentários:

jj.amarante disse...

Eu também já soube os preços mas era há muitas décadas quando não havia inflação. Depois a inflação parou mas já tinha perdido o hábito. E embora haja pouca inflação há mais volatilidade dos preços e com as promoções e saldos e brindes já não dou conta do recado.

snowgaze disse...

gosto do som :)

Maria B disse...

Helena,
Permanecendo nas 78 rotações, mas para relaxar depois do trabalho, que tal um slowfox, como a Lilian Harvey e a velhinha "Irgendwo auf der Welt"?:)

Tenho andado com esta canção no ouvido, mas na versão mais moderna da Karoline Goebel (o nome escapou por pouco, mais um "b" e um "s"...).
Descobri-a por acaso no Youtube e acho que ela tem uma voz lindíssima.
http://www.youtube.com/watch?v=jrqO-NfjrpU

Helena disse...

snowgaze,
foi recomendação do rapaz cá de casa.

Maria B,
essa música é muito bonita - mas está-me a atrasar o ritmo. Continuo na onda do raaaapido raaaaapido raaaapido ;-)
(Obrigada!)

Interessada disse...

E sabe que mais? Contagiou-me com este ritmo alucinatório e três minutos de dança imperdíveis.
Imperdoável seria não agradecer :)

Helena disse...

:)

(o rapaz cá de casa fica todo contente com clientes tão satisfeitos)