29 janeiro 2013

David e Golias


Aqueceu, a alta camada de neve começou a derreter, arrefeceu outra vez, a água transformou-se numa placa lisa de gelo em cima do passeio.
E é aí que o Fox entra em cena: saímos à rua, ele pela trela. Vê um cão ao longe, desata a correr com todo o seu juvenil entusiasmo. E eu a tentar travá-lo, a patinar. Já faltou mais para me estatelar no chão.

No princípio do séc. XXI, o combate entre David e Golias trava-se numa rua de Berlim. E o David nem precisa de fisga.

6 comentários:

Pedro disse...

Este Fox é amoroso (e refiro-me somente à foto, claro está)

Helena disse...

:)

Também é amoroso na rua. Este post sou eu a inventar motivos para poder falar dele.

Gi disse...

O teu comentário em resposta ao Pedro, Helena, é uma ternura.

snowgaze disse...

Precisas de correntes para a neve nos sapatos. :)

Helena disse...

Gi: :)

Sonwgaze: eu a usar correntes de neve para não ser puxada por um cão de 5 kg? Precisava depois de 200 horas de psicoterapia para recuperar a auto-estima...
(mas se cair, ai!, se cair...)

;-)

maria disse...

eheheh, devias ter visto a minha figura quando, numa das minhas caminhadas, uma abelha se me enfiou pelos cabelos adentro (e eu que nem tenho farta cabeleira). tenho algum terror de picadas de insectos...e a bicha não saía nem por nada. Qual rei da natureza qual carapuça...mas esse fox é uma ternura.