03 dezembro 2012

tarte de grão-de-bico



A pedido de várias famílias, aqui vai a receita do Chefe Silva, na Teleculinária especial da Páscoa de 1988, que custou 100 escudos (e que trazia sempre vários "pratos económicos" - em 1988, ainda estávamos assim).

Para a massa de forrar a forma: ele tem uma receita, mas eu pego em 3 folhas de massa folhada congelada, estico-as muito bem para ficarem quase como massa de pastéis de Tentúgal, e forro a forma.

Para o creme:
150 gr de grão-de-bico cozido, escorrido e passado na máquina de picar
300 gr de açúcar (eu uso metade, e já vai mais que doce)
2 ovos inteiros
4 gemas
60 gr de margarina derretida (uso manteiga)
raspa de casca de limão (eu ponho também o sumo)
açúcar em pó para polvilhar

Misture o puré de grão com o açúcar e a raspa de limão. Junte-lhe os ovos, as gemas e a margarina, mexa bem para ficar ligado e encha a tarte até 2/3. Leve a cozer em forno moderado durante 30 a 40 minutos. Quando estiver quase cozida, polvilhe-a com açúcar em pó. Sirva depois de fria (no meu caso: não se afaste nem por um minuto da tarte, não se vá dar o caso de outras pessoas que moram cá em casa acharem que já está fria q.b.)

***

Por falar em pratos económicos: o Matthias tem de levar bolos para vender na festa de Natal da escola dele, e estou a tentar convencê-lo a levar este, porque é bem mais barato que a nossa famosa receita de brownies de chocolate. Mas vamos dizer que é "tarte de limão", porque se lhe chamarmos "tarte de grão-de-bico" ninguém compra.

****

Em Adenda, um comentário de um amigo no facebook:

 A propósito, para fazeres o favor de não aldrabar a receita do mestre chef Silva, para a "massa de forrar a forma: 125g de farinha; 50 g de banha; 25g de margarina; sal; umas gotas de sumo de limão; alguma água fria, se necessária. Amasse todos os ingredientes, devendo ficar uma massa segura. Deixe repousar, coberta com um pano, cerca de meia hora. Depois, estenda fina com o rolo e forre a forma da tarte"

8 comentários:

calita disse...

Muito obrigada :)

Paulo disse...

Tão apetitosa. E o Matthias que não diga a ninguém que estão lá seis gemas.

CNS disse...

Entre o maravilhoso e o obsceno :))

Helena disse...

:)

E o Matthias cala-se muito caladinho sobre os ingredientes desta receita secreta.

Gi disse...

Se não é preciso bater claras em castelo, posso tentar fazer. O aspecto é delicioso.

Helena disse...

Gi, a receita da fotografia não é exactamente igual à minha. Podes seguir o link, e comparar. Mas a minha é deliciosa, podes crer.

Leonor disse...

Que delícia :) Ainda a vou fazer e pôr lá no Palato.
Beijinhos, Helena.

marcia disse...

Obrigada por partilhar. Vou definitivamente experimentar a versão da Helena, não a do Chef Silva. (300 gramas de açúcar para além da cobertura com açúcar em pó?! A quantidade de açúcar em receitas anteriores a meados dos anos 90 deixa-me sempre estupefacta.)