16 setembro 2012

15 de Setembro


Obrigada a quem saiu para a rua com os cartazes da sua fúria.
Obrigada a quem criou um blogue com imagens do 15 de Setembro de 2012 e a quem enviou as fotos.

Vivam os portugueses!






(as fotos foram tiradas do blogue O QUE DIZ A RUA)

Adenda: quanto mais imagens das manifs vejo, mais me lembro daquele extraordinário primeiro primeiro de Maio. Talvez tenha chegado a hora de algo comecar a acontecer em Portugal. Algo que se escreve com o D de dignidade (como no cartaz), o D de diferente, o D de devir.

7 comentários:

diasdetelha disse...

À manif fomos eu, o marido, o meu pai e a minha sogra. E muitos amigos. Lá no meio da manif do Porto, muito desorganizada mas muito cheia, dizia-me o meu pai, com um sorriso emocionado, só dele, que aquilo lhe lembrava o 25 de Abril, que era assim, muitas manifs dentro de uma grande manifestação, desorganizados mas todos ali, com vontade de lutar por um país melhor.
E que já não via isso desde 1974.

ADEK disse...

Que a Força esteja connosco!

Lucy disse...

Foi um momento fantástico de viver

Nídio Amado disse...

Penso que esta manifestação foi uma grande demonstração de maturidade democrática a toda a Europa mas, também, a todos aqueles que confundiram esta manifestação com um simples "Fuck Troika!" e escreveram coisas que, ou não estão correctas ou não traduzem o que se passa no nosso país.

Jonas disse...

Helena.... as fotos continuam a chegar ao http://fotosdamanif.blogs.sapo.pt :) Já vai em mais de 1000 tudo enviado pelas pessoas.

Se conheceres quem tenha fotos, que as enviem para fotosdamanif@gmail.com com a localização no subject e com o nome do autor/autora no corpo do mail para ficarem creditadas. Dá uma trabalheira, mas está a valer a pena :)

Helena disse...

Jonas,
se souber de alguém, podes estar certa que envio.
Obrigada pelo serviço público!

Helena disse...

diasdetelha,
quem me dera ter estado no Porto nesse dia! Ainda me lembro do ambiente incrível do primeiro 1º Maio na baixa do Porto.
Alguém disse no facebook que era bastante parecido, com a diferença de em 1974 ter sido a alegria o que nos levou para a rua, e desta vez a crítica. Mais um motivo para louvar o meu povo: está a tomar o destino nas suas próprias mãos.

Nídio,
também me parece que foi uma grande demonstração de maturidade, sim. Fiquei aliviada e contente por não ter havido (muitas) cenas de violência. A mensagem foi dada de forma clara mas civilizada. Grande povo!
Também estou muito satisfeita por terem saído à rua apesar da pobreza da mensagem que convocou a manifestação.