15 junho 2012

se isto não é motivo para uma mãe se orgulhar...



A Christina chegou ao fim do secundário. Fez o "Abi", e até o fez com muito melhor nota do que esperávamos, tendo em conta o que a vimos trabalhar. Parece que a Justiça não existe (tanto melhor...).
O Abi alemão é toda uma instituição. O exame (vários exames escritos e uma prova oral) é um pouco assustador, e os alunos vão lutando contra o medo e a tensão: não de cotovelos disciplinadamente enterrados na mesa, mas em inúmeras festas e outros eventos. Há a semana temática (todos os dias vão para a escola mascarados segundo um determinado tema, "cartoon", "chulos e badalhocas", etc.), há o dia em que pregam partidas aos professores perante a risota geral da escola, há as inúmeras festas - e há o baile do Abi. Que foi na sexta-feira passada.

A Christina saiu com uma amiga por essa Berlim em busca de um vestido de baile. Começou pela Valentino, onde foi tratada com displicência. Miúdas de 18 anos, de jeans esfarrapados...
Seguiu para a Armani, onde a trataram um pouco menos mal.

abi ball Valentino

Numa delas viu este vestido, fez a fotografia, mas custava mais de dois mil euros e ela não comprou.
A verdade é que o poderia ter feito, porque há tempos recebeu uma indemnização de um dentista que cometeu um erro grave, e tem esse dinheiro à sua disposição. Se as meninas da Valentino soubessem que quem vê jeans esfarrapadas não vê contas bancárias...
Da Armani foram para a Dolce & Gabbana, onde foram extraordinariamente bem tratadas. A vendedora procurou entre todos os vestidos da loja aquele que melhor lhes ficaria, de tal maneira que a Christina quase ficou com pena de não lhe comprar nenhum - ela merecia. Mais tarde cruzaram-se de novo na rua, a vendedora reconheceu-as e continuava extremamente simpática.
(Se um dia um dentista me pagar uma indemnização, e se me apetecer meter-me em futilidades, já sei que é para começar na D & G do Ku'damm)

No dia seguinte a Christina pediu-me uma carteira emprestada, a minha melhor, e vestiu umas calças sem rasgões. Foi a outras lojas, e acabou por comprar um vestido muito bonito, que custava menos de um décimo do primeiro que experimentara na Valentino.

abi ball 004 b

Esperta, a miúda: começou por ver o state of the art, e depois foi às lojas dos mortais escolher um segundo óptimo.

Na festa andava feliz, muito segura de si mesma, fartou-se de dançar, sempre rodeada de amigos - palradoras elas, sorridentes eles (coitados dos rapazes alemães, a emancipação feminina está-lhes a roubar espaço vital...). Faltou apenas um voto para ser eleita rainha do baile.

Se isto não é motivo para uma mãe se orgulhar! Mas o maior motivo é este: podia ter comprado um vestido de luxo, e comprou apenas um vestido igualmente bonito, mas a um preço muito mais razoável.

7 comentários:

Lucy disse...

Parabéns a toda a família!

Pinipom disse...

Se essa "menina" comprou esse vestido... Optima escolha, muito bonito mesmo :)
Ela fez o Abi, trabalhando ao mesmo tempo? :O

BOA MALHA ;)

Helena disse...

:)

mdsol disse...

Muitos parabéns.

E, só pelo que as fotografias deixam ver, que bonita!

:)))

Paulo disse...

Ora faz lá o favorzinho de transmitir: Parabéns, Christina.

Mar* disse...

Parabéns à mãe babada e à filha, pois claro, que ia linda (já sei que é bonita todos os dias,mas há momentos especiais!) ;)

Um beijinho, extensivo à Christina.

Helena disse...

:-)
Obrigada!