09 maio 2012

lançamento do livro "viagem a tralalá" na feira do livro, em Lisboa

Chegámos atrasados devido às entrevistas (três de seguida), de tal maneira que o filho do Lutz enviou um sms, preocupado: "onde é que vocês se meteram? a praça está cheia!"
A praça estava cheia, apesar do frio e do mau tempo. Parece que a literatura tem futuro.





(a dupla magnífica: Wladimir Kaminer e Lutz Brückelmann)













(fotos de "o homem com a câmara de filmar", da Carla R. e do Paulo C.)

6 comentários:

António P. disse...

Parabéns, Helena pelas inciativas.
A de Montemor correu bem pena que o fotógrafo não seja grande coisa :))
Tem que descobrir mais autores para traduzir e assim vir à terra natal mais vezes :))
Espero que o Wladimir tenha gostado.
Beijos.

Helena disse...

Obrigada, António.
Também gostei muito da de Montemor, que teve um ganho colateral importante: quando chegámos a Lisboa, já estávamos "rodados".
Mas não fui eu quem descobriu o Kaminer, foi o Carlos Vaz Marques.

O Wladimir gostou imenso do passeio que fizemos por Portugal. E estava muito satisfeito com as sessões de apresentação do livro.

Lutz disse...

Ená, ená, que honra! E terá de conformar-me - desde que oiço-me aqui assim - com o meu pesado sotaque português. A Magarida não tem razão: ela acha que não tenho sotáque! Prova de que amor não só cega, mas também surda...

Sim, ficámos todos muito bem! Mas uma correcção indispensável tenho de fazer, repondo uma verdade óbiva: dupla fantástica é Kaminer e tu!

Helena disse...

Lutz,
A Margarida tem toda a razão, tu não tens sotaque, isso é mesmo só charme.

Não vale a pena discutirmos as duplas, o melhor é arranjar uma solução de consenso que deixe todos contentes: vamos formar uma troika!

(hehehe)

Lucy disse...

troika não!, por favor, antes o trio odemira...

Helena disse...

O trio Odemira, Lucy! hahaha

(e foi bem feito para mim, foi merecido - se venho para aqui provocar com a troika...)