10 abril 2012

começo a desconfiar dos meus poderes

Assisti ao Sporting - Benfica com amigos, num restaurante português. Três do Sporting, três do Benfica, e eu, que não percebo nada de bola mas queria comer bacalhau na telha.
Antes do início do jogo demos palpites. Sem pensar, atirei: 1-0.

Desculpem, benfiquistas, foi sem querer.
De nada, sportinguistas, foi sem querer.

(começo a desconfiar dos meus poderes, e mais ainda: por este andar, ainda acabo dentro de um aquário, a fazer de polvo Paul) 

7 comentários:

sem-se-ver disse...

ok.

no prox bacalhau na telha (encontro porto-sporting), com 3 amigos de cada clube a acompanhar-te, diz outra vez 1-0, sim? a ganhar o porto, claro.

agradecida.


;-)

Helena disse...

algo me diz que as coisas não funcionam assim, sem-se-ver...

é toda uma conjunção de acasos (não planeados, por definição), a intuição do momento, os deuses que me sorriem

não posso prometer nada
(mas quanto estarias disposta a pagar para eu ter essa intuição na hora h?) (hihihi)

Paulo disse...

E se eu estiver a torcer pelo Braga, como é que faço?

Helena disse...

Se estás a torcer pelo Braga, vai jantar bacalhau na telha com a Rita. Ela é das tuas!
:-)

Paulo disse...

O bacalhau na telha com a Rita Maria será decerto excelente.

Mas e o polvo? Qual é o procedimento em relação a ele? Uma garrafa de Malvasia? Ou será que ele prefere escolher um Vintage?

Helena disse...

Paulo,
o pobre do polvo sou eu!!!
;-)

Helena disse...

Malvasia, e vintage: sim, por essa ordem. (a um pobre polvo nada se recusa, não é assim?)