20 agosto 2015

agarrem-me, que arranjei mais um vício!

É oficial: tenho um novo vício. Leandro Karnal. Vejam o primeiro vídeo, nem chega a 2 minutos e vale muito a pena.

(mas atenção, que é como nos vícios: pode ser um caminho sem retorno!)









(e é mais bonito que o Varoufakis!)

(e tem um belo sentido de humor - por exemplo, no segundo vídeo, a partir de 21:00: "eu tenho a sensação que muitos espectadores estão casados comigo: não me escutam e não temos sexo")

(ou, também no segundo vídeo, um pouco mais à frente, quando conta que estava a ter uma reunião com alguém que atendia o telemóvel sempre que tocava: "tocou uma vez, ela atendeu, e eu pensei que devia ser algo importante; tocou segunda vez, ela atendeu, e eu pensei que devia ser ainda mais importante; tocou terceira vez, e era eu, dizendo que se ela preferia falar pelo telemóvel podíamos fazer a reunião assim")

(agora estou desconfiada: será que fui a última a saber? será que em Portugal já andam todos a falar dele, e ninguém me contou?) (não me digam que estou rodeada de amigos da onça?...)


9 comentários:

Lucy disse...

Obrigada, Helena! again... Não,nunca tinha ouvido e é de facto muito bom. Que muitos possamos ouvir...

txticulos disse...

Muito bom e um conhecedor da obra do Zygmunt Bauman pelo que agora vi das palestras dele.
Muito obrigado pela partilha.

inconfessável disse...

Uaauuu. Muito obrigada. Vai ser viciante, sim

Helena disse...

E também gostam daquele registo de voz?
Às vezes tem um bocadinho tom de homilia, mas até agora foi o único defeito que lhe encontrei. :)

jj.amarante disse...

Vi as duas primeiras, pareceu-me ter muita sabedoria.

mar disse...

Helena, o aviso sobre ser um caminho sem retorno deveria estar em maiúsculas, negrito ou ambos. (E depois dos vídeos com Leandro Karnal, uma pessoa dá por si a passar o fim-de-semana a explorar a videoteca da cpfl cultura.)

Helena disse...

A quem o dizes! :)

M de M disse...

Tão, mas tão bom....

que dia perfeito, ter encontrado este blog ( que na verdade não sei como me tinha escapado)

nada acontece por acaso, espero

*

Helena disse...

:)
Nada acontece por acaso. Este blogue, por exemplo, foi criado com o intuito de reduzir a produtividade dos portugueses... ;)