28 outubro 2013

Outono em Potsdam - "quase"

Dedico estas imagens a um amigo no facebook que tem andado a sonhar com "o impacto das bolotas", e a uma amiga que disse que "queria o meu lixo de Potsdam" - são algumas das fotos que fiz quando tentava fotografar a coroa de água que se formava quando as bolotas caíam.

(A banda sonora de acompanhamento é mais ou menos assim:
- Não digas "jetzt" porque isso demora muito tempo, diz antes "da!"
- Da!
- Oh! Falhei outra vez. Tenta atirar sempre para o mesmo sítio, porque senão tiro fotografias ao lado.
- OK. Da!
- Oh! Outra vez demasiado tarde. Espera aí, vou fazer muitas fotos seguidas.
- OK. Da!
---ra ta ta ta ta ta
- Oh, não, comecei outra vez demasiado tarde!
- Da!
--- ra ta ta ta ta ta
- Agora apontei para o lado errado...
e etc.)

(outro dia, se quiserem, ponho aqui as fotos "quase" dos golfinhos cor-de-rosa nas terras baixas da Bolívia - tenho centenas delas)












6 comentários:

snowgaze disse...

Nessas situações podes experimentar fazer um filme. Depois escolhes a frame que ficou melhor e fazes uma foto. :D

snowgaze disse...

Nessas situações podes experimentar fazer um filme. Depois escolhes a frame que ficou melhor e fazes uma foto. :D

Helena disse...

A máquina fotográfica não filma. E o telemóvel jurássico também não.
Mas deste-me uma ideia...
;-)

Carlos Azevedo disse...

Belas fotos :-)

mdsol disse...

Há caixotes do lixo muito bem na vida! :))))

Helena disse...

Pois é, Carlos e mdsol: a máquina não filma, mas de facto tira fotos com uma impressionante qualidade. Um simples lago, umas simples bolotas.