27 fevereiro 2013

esqueçam os pastéis de nata - queijo limiano é a exportação do futuro!

Queijo limiano é o preferido por vinte e cinco por cento dos eleitores italianos:



E ainda a procissão das eleições nos países em crise vai no adro.

9 comentários:

Júlio de Matos disse...

Mas "Beppe Gillo" e queijo limiano são... sinónimos?

Helena disse...

Sim, na medida em que ambos são franco atiradores fora das lógicas do seu partido. Ambos podiam dizer, parafraseando o roi soleil: "o meu partido sou eu".
;-)

Júlio de Matos disse...



Assim ainda percebo menos: mas o Beppe Grillo é um franco-atirador fora das lógicas do seu Partido??

E o "queijo limiano", quem é, é o Daniel Campelo? E também ele é um franco-atirador fora das lógicas do CDS?!! Mas então ele não é Secretário de Estado de qualquer coisa?

Conde de Oeiras e Mq de Pombal disse...


Era de esperar. O FMI, o BCE e a CE andaram a brincar com os Países, agora se verá quem vai brincar mais.

Os italianos não são estúpidos. Sabem bem que onde o Tsipras e os gregos não conseguiram, eles podem vir a conseguir. Os "brincalhões" ainda acabam "à rasca". Daqui até Setembro, a senhora Merkel vai ter muito que parlare bene...

Helena disse...

Qual é o partido do Beppe Grillo?
O Daniel Campelo, na altura em que aprovou o orçamento do PS, andou feito franco atirador, ou não?

**

Quanto às brincadeiras dos italianos: essa até me lembra as crianças que dão com a cabeça no chão para castigar as mães...
Hoje os juros da dívida pública italiana já deram um saltinho de 0,66%. Para cima. :(

Quer dizer: em plena crise, em vez de votarem em partidos que resolvam o problema de uma maneira ou de outra vão votar no Berlusconi (no Berlusconi, meu deus!) e no Grillo que faz um one-man-show e faz promessas loucas?

Conde de Oeiras e Mq de Pombal disse...


O voto dos italianos não é tanto um voto no Grillo, nem no Berlusco. É um grito. E de raiva. Pelo menos é assim que eu o entendo. E penso que os "não-comediantes" desta farsa, os "homens sérios" e as "pessoas de Estado" deveriam ouvi-lo, estudá-lo e dar-lhe uma resposta pronta e adequada, para que a farsa possa inverter o seu caminho para a tragédia.


Mas receio que esses sejam ainda mais comediantes e risíveis do que os "grillos" falantes.

Helena disse...

O Daniel Oliveira tem um texto muito interessante sobre esse grito:
http://expresso.sapo.pt/a-birra-italiana=f789787#ixzz2MCBH9dhO

Conde de Oeiras e Mq de Pombal disse...



Obrigado, vou ler...

Henrique disse...

Ai Jesus! Tanta promessa louca que para aqui vai, que comédia! http://viasfacto.blogspot.pt/2013/02/beppe-grillo-em-entrevista.html

Pois, mas é tao barato falar ao desbarato.