24 abril 2012

las idas y las vueltas



Do texto deste vídeo: Cantes de ida y vuelta, fandangos, romances, canarios, folías, guarachas, jácaras por bulerías... Los espíritus creativos de Fahmi Alqhai y Arcángel buscan sendas inexploradas a través de la fecundación mutua del Flamenco y la Música Barroca.

Não sei bem o que esperava do concerto de ontem. Talvez barroco com uma pontinha de flamenco? Saiu-me um concerto surpreendente: tudo, e uma pontinha de barroco. Accademia del Piacere, sem dúvida: experiências muito criativas, por músicos extraordinários (excepto a voz feminina, à qual faltava técnica e volume).

Depois de um concerto assim, começo a estar aberta para rever a minha posição sobre a Christina Pluhar e os seus Pajaros Perdidos. A ver o que l'Arpeggiata traz na sexta-feira.

**

Quando me dirigia à caixa para levantar os bilhetes que comprara na internet, um senhor ofereceu-me um bilhete na fila 5. Tinha dois, e só precisava de um, disse ele. Que fazer com o meu bilhete, num lugar bem mais fraquinho? Num primeiro impulso, fui boa pessoa: saí para o Gendarmenmarkt a perguntar a quem via se queria um bilhete gratuito. Ninguém queria, nem sequer o trompetista que estava a tocar junto à estátuta do Schiller. Voltei para a entrada do teatro, vi que alguém acabara de comprar um bilhete à porta, e brandi o meu. "Quanto custa?", perguntou um interessado. "Ahem... vinte euros", respondi eu.
Moral da história: quando me apanharem em flagrante de bondade, aproveitem logo. O diabo que às vezes me espreita precisa de entre cinco e sete minutos para as começar a tecer.

4 comentários:

sem-se-ver disse...

risossssssss

Rita Maria disse...

E vendeste mesmo?

RCF disse...

Só ouvi agora. Gostei muito.

Cumprimentos

Helena disse...

Rita,
não perguntes...

RCF,
sim, é uma coisa especial.