24 fevereiro 2012

saudades

O meu amigo foi-se embora ontem, e todos cá em casa sentimos a sua falta, depois destas duas semanas de vida boa partilhada.
Eu, então: quem me fará agora um café às dez da manhã, com quem cantarei o Avé Maria com terríveis portamentos e intervalos de terceira esganiçados entremeados de gargalhadas, quem me ensinará as notas certas do princípio de ich bin der Welt abhanden gekommen? Como olharão para mim o Caspar David Friedrich e o Karl Friedrich Schinkel da Alte Nationalgalerie, se já não tenho os olhos dele para me ajudarem a ver?

E além disso Berlim ficou cinzenta, e chove.

15 comentários:

Paulo disse...

Esse teu amigo, pelo que li, teve cá uma sorte que até dá inveja. As coisas que lhe mostraste davam para ele escrever um tratado sobre as maravilhas de Berlim.
E cantavam e tudo?

Helena disse...

Tinhas de nos ver a cantar o Abril 74 do Llach. E sobretudo tinhas de nos ver a rir por causa dos desafinanços. De fazer inveja a qualquer um.

cjs disse...

Esse teu amigo é aquele que no domingo passado, à saída do concerto com o Carlos Bica, nos disse "não percam o meu próximo post" e até agora, nada?
E levou-nos o sol, vamos ter que ir afogar as mágoas :)

Helena disse...

É esse mesmo, sim!
Agora que mo lembras, e que longe da vista longe do coração, reconheço que andou por aí a prometer a prometer, e não cumpriu. Os homens são todos iguais... ;-)

Olha, o sol parece que voltou. Mas afogamos as mágoas na mesma, não?

Paulo disse...

Vai-se a ver e ele não tem vagar e não consegue dar vazão porque anda numa correria.

cjs disse...

Pois, deve estar a atualizar o CV, para se juntar aos bons e ficar como eles.

Ó Helena, isso nem se pergunta, a mágoa é tanta que acho que vou dedicar o fim de semana inteiro a afogá-la. Vou ali e já volto. Até já.

Anónimo disse...

O Paulo a ensinar-lhe notas de música? O Paulo a comentar sabiamente sobre pintura? Oh D. Helena, a amizade não precisa da lisonja nem de bajulação. Os que conhecem o Paulo sabem bem que ele não tem esses talentos. Adular alguém com servilismo é comum entre bloguers, mantém o ping-pong de elogios de que tantos se alimentam; mas espera-se que amigos a sério reneguem tal prática, que se respeitem.
João Pedro

Helena disse...

João Pedro,
está a doer muito, o cotovelinho, está?

Helena disse...

(eu bem sei que não devia partir logo para uma reacção tipo "o que aquela Maria tem é inveja", mas irrita-me este ataque gratuito aos meus amigos)

Helena disse...

cjs,
"juntar-se aos bons", hehehe

Vai afogando por conta, que eu amanhã vou lá ter contigo.

Paulo disse...

Deduzo que o João Pedro, pelo que diz, conhece bem o Paulo e os seus talentos (ou a falta deles). Eu, porém, deixe cá ver... João Pedro, João Pedro, não imagino quem possa ser.

Anónimo disse...

Também quero ver coisas pelos olhos do teu amigo e rir, rir muito, nos desafinanços. Pó-de-ser a três ou a quatro? ;-)

CGS

Helena disse...

CFS, a vontade que eu tenho de desafinar contigo! Sabes fazer portamentos com toda a arte do sentimento português?
(hihihi)

Pois é: vocês também tinham combinado lindamente com o grupinho que aqui se fez.

Anónimo disse...

eu não ataquei o seu amigo, ataquei-a a si caramba!!!! por ser desonesta não se trata assim dos amigos



Abraço João Pedro

Helena disse...

M.C.,
de onde lhe vem essa necessidade de agredir? Espero que tenha algum bom amigo que olhe por si e lhe consiga dar o apoio de que precisa.