17 janeiro 2012

encontros imediatos de etéreo grau



O Facebook tem um novo VIP: Nossa Senhora de Fátima.

É tão estranho, que queria muito que fosse a brincar. Maria elevada a divindade, referindo-se a si própria com maiúsculas e com um discurso que habitualmente se atribui a Deus ("Cada instante da tua existência é preparado por Mim, para Eu poder por meio de ti, manifestar-Me cada vez mais.")

Cada entrada recebe largas centenas de "gosto" e largas dezenas de partilhas. Desde o Meu Pipi que não via tal fenómeno.

Fico a pensar que aquela teoria de Portugal ser um país profundamente mariano, que li num livro do D. Manuel Clemente, deve ser mesmo verdade. Ele sabe coisas que eu ignorava completamente, ocupada que ando com o meu umbigo e o meu microcosmo. E mais uma vez concluo: não gostava nada de ser Papa de uma religião que agrega tantos mundos paralelos.

10 comentários:

Teresa disse...

Fiquei sem palavras. Registo só as tuas finais: «não gostava nada de ser Papa de uma religião que agrega tantos mundos paralelos.»

Helena disse...

Teresa, pois, o Papa deve ter uma vida muito difícil.
O que me choca realmente é aquela elevação a divindade. Não há uma Santa Congregação para a Doutrina da Fé que lhes dê uma ensaboadela?
No tempo do Ratzinger não havia nada disto... ;-)

Mª da Conceição Moita disse...

Helena,ainda bem que "avizaste". Fui espreitar. É mais do que se possa imaginar...Indigno-me.

Carlos Azevedo disse...

Gostei da equiparação do fenómeno ao Meu Pipi. Mas devo dizer que o Meu Pipi é bem mais interessante! :-)

(dito isto, gosto da imagem. apesar de não ser religioso, acho que há imagens e peças religiosas belíssimas -- não perco um museu ou uma exposição dedicada a elas)

Helena disse...

Xaxão, compreendo-te tão bem.
Quem será que se sente suficientemente autoconfiante para se arrogar o papel de Deus-Nossa-Senhora?
(e é para não falar dessa Teologia, calateboca)

Helena disse...

Carlos,
em termos de imagem, garanto que há muito melhor.
Equiparei ao Meu Pipi para provocar, claro. Embora - será com certeza defeito meu - não ache grande interesse a essa prosa.

Carlos Azevedo disse...

Sei que foi para provocar, Helena. :-) Podemos achar o que quisermos da temática -- não me aquece nem me arrefece --, mas acho a prosa do Meu Pipi excelente! :-)

Sim, há imagens muito mais interessantes; porém, também gostei daquela.

maria disse...

agora é que me partiste toda: desconhecia tal coisa. Vêm-me à cabeça várias explicações para o fenómeno. Algumas é melhor não referir. Tenho um poema no meu blogue (o de hoje) talvez explique um bocadinho. No fundo talvez todos precisemos de um pouco de colo, vai daí...

Helena disse...

todos precisamos de colo, vai daí embarcamos num colo qualquer...
;-)

(quanto mais vejo, mais gosto do Deus de Taizé - pura simplicidade)

Carlos Azevedo disse...

Passei umas semanas em Taizé mais ou menos há 14 anos, ainda no tempo de Frei Roger... Gostei muito de tudo.