23 outubro 2015

queimar etapas

Gostava de poder queimar algumas etapas, e ir já às próximas eleições. O acordo histórico entre os partidos de esquerda mudou inteiramente os hábitos do jogo na Democracia portuguesa. Estou muito curiosa para ouvir a opinião do povo português perante a possibilidade real de um governo de coligação à esquerda. Também estou muito curiosa sobre o que acontecerá no seio do PS.

Tempos interessantes.

Percorreremos, contudo, todas as etapas previstas pela Constituição, e também será muito interessante observar o comportamento dos partidos. Fico a torcer para que os partidos de esquerda dêem provas de não ser o bicho-papão de cujos ataques o actual presidente da República tem de proteger os portugueses. Fico a sonhar uma Democracia adulta, sem linhas a demarcar o espaço desconhecido onde há monstros e começa o fim do mundo.

Observo em silêncio (ou quase).




2 comentários:

Gi disse...

Tu sonhas, Helena, mas olha...

Helena disse...

Ó, e tu a dar-lhe... ;)

Vou observar. Mas, independentemente do que tu pensas, ou eu, ou o Cavaco, esses dois partidos foram escolhidos por um número muito significativo de eleitores. Não podemos ignorar esse facto.
E o presidente da República não se pode pôr no lugar dos eleitores, e dizer quais são os partidos que interessam e quais os que não interessam. Daqui a nada começa a pensar em mudar o povo?