16 setembro 2015

ajudavas?





1. "Ai, mas não são. Não confundas. Esse barco está cheio de terroristas que nos vêm roubar o nosso rico trabalho."

(não precisamos aqui de terroristas para nada, nós próprios fazemos muito bem o trabalho de rebentar com os ideais europeus)


2. "Se ajudava? Depende. Se fossem ciganos... ou se fossem esses preguiçosos que vivem à custa do Estado... ou se fossem drógados... ou se fossem esses jovens imprestáveis que escrevem pode-mos..."

(Portugal está cheio de portugueses que precisam de ajuda. Infelizmente até têm servido bem para treinar a insensibilidade e a capacidade de arranjar boas desculpas para não fazer nada. Se nem os "nossos" ajudamos, a que propósito iríamos ajudar os de outros países, outra cor de pele, outra religião?)


(a fotografia veio do mural de facebook do autor dos cartazes "hey tuga!")
(quem for lá espreitar os comentários em posts deste género vai ficar com uma bela ideia do nosso rico Portugal)
(se me permitem o humor negro: e se fossem ESSES portugueses, já ajudavas?...)


4 comentários:

Lucy disse...

http://www.publico.pt/mundo/noticia/que-fizeste-ao-teu-irmao-1706514

do dia 1 de setembro. Apesar de não concordar geralmente com os textos dele, confesso que com este concordo inteiramente

Fuschia disse...

Para mim a pergunta não faz sentido. Mas o meu problema é esse, há muito tempo que os deixei de ver como pessoas de lá longe.

inconfessável disse...

Nem é preciso ir ao 'hey tuga'. Os comentários são, tantos e tantos, horríveis.
Agora venham cá dizer-me que os portugueses não são racistas...

Helena disse...

Fuschia, a pergunta não é dirigida a ti! :)

Inconfessável, o mais divertido é que quem fala assim é um cancro na Europa que queremos construir, mas acha que o perigo para a Europa vem dos outros...

Lucy, a crónica do JMT é quase toda muito boa. Aquela parte de ser uma pena eles não ladrarem é que era escusada. Não faz sentido criticar quem escolhe uma causa e luta por ela. Faz sentido criticar quem não tem causa nenhuma. O pessoal que se preocupa com os direitos dos animais não impede o JMT nem ninguém de fazer alguma coisa pelos refugiados. Mas de resto está mesmo muito boa.