03 maio 2014

de madrugada

Levantei-me às oito da madrugada para ir levar a chave da casa de imigrante a um pintor. Depois fui passear com o Fox no lago que fica lá perto. Uma manhã magnífica, eu parada a fotografar com o telemóvel jurássico, o Fox a ir e a vir, e a parar no meio da ponte como quem pergunta "então, não vens?"

Quer-me parecer que vamos dar belos passeios por ali.





  



11 comentários:

Gi disse...

Podes ter a certeza que eta mesmo isso que o Fox estava a perguntar.

Helena disse...

E gosto tanto quando dou com ele parado no meio do passeio a olhar para trás, para mim, com esse ar tão atento!

Cristina Torrão disse...

Atento e perguntador. Podemos mesmo ver os pontos de interrogação nos olhos deles ;)

Belos passeios, que bom :)

Pancho Roble disse...

Boa tarde
Não sei onde é, mas a “varanda da sua casa” é fantástica:)
Bons passeios.

Helena disse...

Não é bem a varanda, mas concordo: é fantástica. Fica a cinco minutos da nossa casa. Estamos a pensar que no Verão, ao fim do dia, vamos até ao lago dar um mergulho. E arranjamos uma conta aberta no bar do lado de lá do lago - nadamos até ao terraço do bar, bebemos uma cervejinha, regressamos a nado.

Pancho Roble disse...

Onde é que eu estava com a cabeça:)
Cidade de tantos lagos…
Mergulho só o olhar, nada mais.

Já falta pouco para cheirar a sardinha no parque Monbijou.
Boa semana.

Fuschia disse...

adorava ter uma casa do lago :)

Helena disse...

Também eu, Fuchsia. ;-)
A minha casa é a três minutos do lago, na rua paralela à dos sortudos com dinheiro. Mas não me estou a queixar, claro.

Helena disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fuschia disse...

mesmo assim já deve ser óptimo :) e com companhia para os passeios melhor ainda!

Helena disse...

Fuschia, vou ser muito sincera: mesmo assim, já é uma maravilha! O lago, a rua com muito mais céu do que nas ruas com prédios, os passeios com o maluquito do Fox.
:)