02 abril 2014

e quando uma pessoa está insuportavelmente feliz...

E quando uma pessoa está insuportavelmente feliz de tantas coisas extraordinárias que lhe estão a acontecer, e mais uma vez se dá conta de tanta gente boa à sua volta que ajuda e tem ideias e faz as coisas avançar, e vê que os projectos enormes - as loucuras! - em que se meteu podem bem chegar a bom porto, calha de estar a ouvir a segunda de Mahler, e de ficar em risco de rebentar de exaltação.

Vou é mazé levar o cão à rua.




6 comentários:

Interessada disse...

E a felicidade contagia-se :)

Helena disse...

:)

Nem diga nada, Interessada. Tive de me controlar na rua para não estar a sorrir como uma maluquinha. ;-)

lenao disse...

Guarda esses excedentes de êxtase no teu kit de emergência para os dias cinzentos. Os bons momentos, os momentos perfeitos, dão-nos estofo e resiliência para os momentos mais duros. E continuo a achar que ser feliz é mais uma escolha do que algo que nos sai na rifa, qual AUDI de luxo em sorteio de facturas ( :) )

Helena disse...

Também penso que ser feliz é uma escolha. Ou um dom.
(às vezes uma fuga, também)

lenao disse...

Ou a suprema graça de apenas ser? Será a inteligência inversamente proporcional à capacidade de ser feliz?

Helena disse...

Lena,
raramente me chamaram burra com tanta elegância... ;-)