25 novembro 2013

28.3.2013 - pôr-do-sol na Pampa boliviana


"Subjugados por aquela paisagem - foi um dos poucos momentos em que tive a certeza de estar a sentir o mesmo que a minha mulher."
Era meu chefe, não tinha ainda nem quarenta anos, e surpreendia-me com frases assim. Eu estava a sair da universidade, ainda tinha muito para aprender. Por exemplo, que um casal não é um mimetismo nem um dado adquirido, mas diálogo e atento jogo de diferenças, com momentos - raros - de comunhão profunda.

Lembrei-me dessa frase ao ver esta foto. Um casal francês, que poupou o dinheiro suficiente para passar um ano à deriva na América Latina. Que bem falam os seus corpos mudos.


2 comentários:

Carla R. disse...

Um sorriso do tamanho do mundo para este post.

Helena disse...

Pensei em ti ao ver nesta foto um casal francês que... :)
(e estou a pensar se ponho a foto de uma miúda a "conversar" com um gato, numa passadeira por cima dos caimões.