20 fevereiro 2013

Berlinale 2013 - Don Jon's Addiction



Olhando para o conjunto dos filmes que vi nesta Berlinale, Don Jon's Addiction parece aquele elemento que não bate certo com os outros, nos testes de QI.
Simplesmente não tem nada a ver com os outros filmes. Como diz Joseph Gordon-Levitt: o público gosta, ri nos momentos em que deve rir, fica em silêncio nos momentos em que deve ficar em silêncio. A receita funciona, como nos livros do Dan Brown: uma pessoa sabe que está a ser manipulada por uma narrativa feita com mais know-how que inspiração, mas deixa-se ir. Rimos, ficamos em silêncio, rimos outra vez, encolhemos os ombros e vamos à vida.
Não é um filme daqueles que fica a trabalhar em nós.

***

A Berlinale acabou no Domingo passado, e deixou saudades (mas também me está a dar jeito poder dormir e fazer outras coisas).
Dos muitos filmes que vi, lembro especialmente:

In Bloom * A Batalha de Tabatô * Pardé

Espero que cheguem a Portugal - gostava de falar sobre eles com os meus amigos. Porque, como dizia o outro, "é bom a gente ter com quem se maravilhar".

5 comentários:

camalees disse...

Quero muito, mas muito ver Tabatô. Não sabe se sairá em DVD?

Helena disse...

Helena,
não sei. Mas o realizador deve saber.
Encontra-se em www.papaveronoir.com

(Fui lá verificar, e dou com uma bela notícia: não apenas o longa metragem, o curta também foi premiado!)

Helena disse...

Helena, enquanto espera, pode ir lendo isto:
http://p3.publico.pt/cultura/filmes/6411/joao-viana-o-auto-didacta-que-vai-ao-festival-de-berlim-em-modo-bis

Lucy disse...

será dos Dan e Don?

Helena disse...

Lucy, não entendi a pergunta.
Devo ir tomar mais um cafézinho, a ver se acordo? :)