01 dezembro 2011

querido Pai Natal (3)

Querido menino Jesus, eu gosto muito de ti. Muitas pessoas no mundo seguem a tua religião cristã. Queria perguntar-te como é a vida no céu. Penso que aí deve ser uma vida muito alegre, no mundo é uma vida difícil, e há muito crime. Quando tu nasceste, o mundo era mais calmo, é o que se diz.
Querido menino Jesus, eu queria que o mundo ficasse outra vez calmo como dantes. Mas agora quero falar sobre a tua vida. Penso que Pôncio Pilatos foi muito cruel contigo. A vida foi-te um bocadinho difícil, Jesus. Tu fizeste milagres, e ninguém quis saber, só a mãe do Lázaro é que ficou contente. Quando cresceste, sofreste muito por causa dos pregos nas mãos e nos pés. Lamento imenso isso dos pregos. Não devias ter dito que eras o filho de Deus, eles pensaram que estavas a entrar com cunhas.
Eu rezo todos os dias o terço com a minha avó, a minha mãe e a minha irmã. Querido menino Jesus, que nasceste num estábulo perto de Maria e José, e com aqueles animais, o boi e o burrinho, peço-te que mais ninguém morra, e eu também não, por isso faz com que não haja mais sofrimento e livra-nos das guerras.
O teu fã Salvatore

Salvatore - Ascoli Piceno

2 comentários:

sem-se-ver disse...

gargalhadas gargalhadas!!

que ternura de 'fã' este.

(mais do que a mãe de lázaro ou de dever ter sido dificil crescer com os pregos, esta: «Não devias ter dito que eras o filho de Deus, eles pensaram que estavas a entrar com cunhas.» lindo!!)

Helena disse...

é, a das cunhas é muito boa.
E o "olha, lamento imenso aquilo dos pregos"
hahahaha

Uma ternura, este miúdo.