05 novembro 2011

looking inquiringly into the unknown

O Digital Concert Hall transmite hoje em directo a nona sinfonia de Mahler, com Simon Rattle e a Filarmónica de Berlim.

Se for como foi ontem ao vivo, vai ser... sei lá, aquele looking inquiringly into the unknown (como vem no programa, citando Adorno) vai ser um caso de "went emotional" à escala planetária: especialmente o pianissimo final, o perfeito entendimento dos instrumentos soando como se fossem um só corpo - a extinguir-se lentamente na mais perfeita paz.





(Até parece que me pagam comissão, mas não pagam, e é assim: por 9,90 euros podem assistir a este concerto e vasculhar nos arquivos do DCH durante 48 horas - se por aí estiver um Novembro de chuva, fica bem mais barato que ir para o centro comercial...)

2 comentários:

Ruben Siqueira Bianchi disse...

Berlim é mesmo um lugar especial nesse mundo. A música reverencia e cultiva bons motivos para nos conciliarmos com a espécie humana. Grandiosa é a cidade que procura mergulhar nas reflexões de Mahler sobre a vida e a morte através da execução tão cuidadosa de sua Filarmônica e de seu regente.
oOo
Berlim é a cidade que não conhecerei. A cada dia que passa, cresce dentro de mim a sensação de que só sairei dessa ilha num caixão.
oOo
Triste lembrar, também, que as conexões daqui não permitem o streaming dos arquivos do DCH. Tenho que me contentar com os trechos publicados no Youtube.

Helena disse...

Ruben,
deixa-te de choraminguices e compra o bilhete de avião!
Olha o que temos aqui à tua espera: piano, guitarra e flauta transversal. E os nossos ouvidos, e os nossos olhos - deliciados.