04 outubro 2011

quase perfeito

Passar umas horas com Van Gogh, regressar a Berlim ao som desta música.
Dizem que a perfeição não existe, mas eu às vezes desconfio.



(amanhã conto mais)

2 comentários:

Paulo disse...

É só para dizer que isto é muito bonito.

Helena disse...

E direi mesmo mais:
muito bonito, mesmo.

Ouvi pela primeira vez naquele sítio com F (sabes?) com uma orquestra e um maestro geniais. De cada vez que me dou conta da sorte que tenho, chego à conclusão que te devias mudar para Berlim.

Ou isso, ou perguntar-te em que mês trabalhas menos, para te oferecer então - de prenda de anos ou assim - uma assinatura mensal para o digital orchester hall.