03 setembro 2011

vamos chamar o vento

Na voz da Miriam Makeba:



Na voz da Mônica Salmaso:




(e, como dizia o outro: eu tenho dois amores...)

6 comentários:

Carlos Azevedo disse...

Tanto separa estas duas versões e, no entanto, são ambas, cada uma à sua maneira, belissímas. Makeba, a Mama Africa, cantasse o que cantasse, carregava África dentro de si -- e que percurso tão nobre foi o seu.

[Um pormenor irrelevante para aqui (mas importante para mim): "Voadeira" foi o disco que me apresentou o talento de Salmaso, já lá vai mais de uma década.]

Abraço e bom fim-de-semana.

Helena disse...

Já andei na amazon a ver quem é que vende estes CDs por aqui. Ai, mais um vício!

Carlos Azevedo disse...

Se não encontrar por aí quem venda, envie um e-mail para thecatscats@sapo.pt. Afinal, só a morte -- bem, e mais algumas coisitas... -- é que não tem solução.

Bom fds.

Carlos Azevedo disse...

Entretanto, não sei se a Helena também é assim, mas eu adoro ler boas entrevistas aos meus artistas de eleição. Não é que a obra não possa ser apreciada de per si -- pode --, mas é muito estimulante conhecer as ideias e os projectos de um artista; por vezes, ajuda a contextualizar e a perceber as opções artísticas e o percurso. Assim, deixo-lhe uma entrevista a Mônica Salmaso, já com alguns anos, que considero muito interessante: http://www.gafieiras.com.br/ListAllInterviewsParts.php?IDInterview=22&IDArtist=21

Helena disse...

Carlos,
muito obrigada pela sua simpática oferta! A ver o que me respondem, para já.

Carlos Azevedo disse...

Pas de quoi. Reitero: caso não encontre, disponha.